Quando foi a última vez que você fez uma compra online? Consegue se recordar sobre como foi essa experiência para você? O cenário pandêmico nos últimos meses impulsionou o crescimento do varejo digital, colocando pequenas e grandes marcas em uma corrida pela digitalização. 

O ecossistema de marketplace se tornou uma possibilidade viável para muitas delas e hoje coloca o modelo de negócio como a principal força do crescimento do e-commerce no Brasil.

Dados divulgados pelo relatório WebShoppers, realizado pela Ebit/Nielsen, mostra que o e-commerce movimentou cerca de R$ 87,4 bilhões, representando uma alta de 41% em 2020. Mas 2021 ainda continua aquecido, apenas entre os meses de janeiro a março, o setor representou receitas de mais de R$ 35 bilhões.

Já deu para perceber até aqui que o mercado é promissor e a tendência é só aumentar. Se você ainda tem dúvidas sobre o funcionamento do ecossistema de marketplace, vamos falar um pouco mais sobre o assunto agora! 

Entendendo o ecossistema de Marketplace

Americanas.com, Carrefour, Mercado Livre, Submarino, esses são alguns dos players de marketplaces mais conhecidos do Brasil e, provavelmente, você já deve ter realizado uma compra em um desses canais. As vantagens para o consumidor são grandes: têm preço e frete competitivos, além de garantir uma experiência de compra ainda mais segura.

Para as lojas de departamento que utilizam esses players como mais um canal de vendas, as vantagens são ainda melhores: além de expor os produtos nas maiores vitrines digitais brasileiras, o lojista pode se beneficiar da estrutura tecnológica e dos investimentos em marketing destas grandes redes varejistas. 

Mas muito mais do que um canal de vendas, os marketplaces funcionam como um verdadeiro ecossistema, veja a seguir: 

O ecossistema de Marketplace

E-commerce: diferente do que muitas pessoas sabem e entendem, o e-commerce não se restringe apenas à criação de um site ou portal de vendas, trata-se de um empreendimento que se diferencia pela sua estrutura de funcionamento: digitalizar integralmente os processos de venda e atendimento ao cliente. 

Além disso, o e-commerce também abre as portas para outros tipos de automações como marketing, controle de finanças e estoque, agilizando e descomplicando o trabalho de gestão em muitas frentes. 

Hubs: se você já pensou em vender em marketplace, provavelmente já deve ter se deparado com o termo hub de marketplace ou então integrador de marketplace. Essa ferramenta funciona como um grande centralizador de operações, permitindo que o Seller visualize em único canal todas as suas informações de vendas como pedidos, mensagens de SAC, estoque e anúncios.

Logística: podemos julgar que o processo logístico é a parte mais complexa no processo de venda online. Desde a gestão do estoque até o envio do pedido, o lojista é responsável por todas as etapas necessárias até que o produto chegue ao consumidor, isso inclui os chamados pós-vendas, também. 

É importante que a loja seja transparente com seus consumidores em relação às políticas de prazo, datas de entrega e formas de envio. 

Os métodos de entrega mais utilizados pelos marketplaces são correios ou transportadoras privadas.

ERP: ferramenta essencial para as empresas, o ERP é responsável por fazer com que os processos de um negócio sigam seu fluxo e que cada um deles ocorra dentro do tempo esperado! 

Para explicar um pouco mais sobre o que um ERP faz, vamos utilizar como exemplo o BSeller da americanas sa. Com mais de 20 anos de experiência em desenvolvimento de soluções para as maiores lojas virtuais do país, o BSeller é considerado o ERP mais completo do mercado.  

Por se tratar de um único sistema e possuir integração nativa entre os módulos de ERP (gestão), WMS (logística), SAC (atendimento) e TMS (transporte), ele resolve sozinho uma série de problemas que podem surgir ao contratar diversos fornecedores para operacionalizar os processos de uma empresa. 

Vamos pensar em uma situação bem prática para ilustrar as vantagens de utilizar o BSeller. 

“Seu time de atendimento já identificou e lançou no sistema a solicitação do pedido e os dados bancários do cliente, automaticamente, esses mesmos dados vão aparecer na tela do financeiro para que o time dê continuidade ao processo.”

Resumindo, com o BSeller é possível controlar as vendas em diferentes canais, realizar a gestão e o controle de estoque de maneira centralizada e ainda contar com uma série de funcionalidades disponíveis que, com certeza, garantirão escala, confiabilidade e maior ganho de produtividade para o seu dia a dia!  

Saiba mais sobre o BSeller aqui

Loja de departamentos ou “lojas de marketplace dentro dos marketplaces”: são os vendedores que disponibilizam seu catálogo de produtos em sites que atuam como marketplace. Podemos utilizar como exemplo, a própria loja Conecta Lá! 

A Loja Conecta Lá funciona como mais um canal de vendas para o Seller que busca novas estratégias para garantir uma audiência maior para os seus produtos. 

Bem, agora que você já compreendeu um pouco mais sobre o ecossistema por trás dos marketplaces, saiba como a Conecta Lá pode te ajudar a vender nesses grandes players de mercado!