4 dicas para expandir os canais online de venda para seus clientes de varejo

 

Utilizar a internet como meio para vender seus produtos e/ou serviços para sua audiência é cada vez uma oportunidade de aumentar o alcance da sua marca e, com isso, suas vendas. Mais do que isso, é praticamente indispensável no cenário em que estamos vivendo, já que as pessoas estão se voltando mais e mais para a web para fazerem suas compras, seja qual for a área do negócio.

Entretanto, antes de sair migrando seu negócio para a internet, é preciso planejar antecipadamente e com estratégia.

Afinal, você sabe em quais canais online vale a pena investir? Em quais deles seu público está? E onde seu público-alvo realmente estaria interessado a se relacionar com você para comprar?

Tudo isso precisa ser estudado antes de você escolher seus canais online de venda. Por exemplo: não pense em começar qualquer ação antes de compreender quem é seu público-alvo, cliente ideal e buyer persona. Se você ainda não tem esses conceitos definidos para a sua empresa, essa deve ser a sua primeira tarefa depois de terminar de ler esse texto.

Ao pesquisar sobre seu público-alvo, cliente ideal e buyer persona, você começará a conhecer mais quais são os pontos de contato que sua empresa têm com esses perfis, o que auxiliará na seleção dos canais online de venda para criar sua estratégia e direcionar suas ações de venda.

Neste post, daremos algumas dicas de como expandir suas operações para alguns dos canais online de venda mais populares. Contudo, pode haver outros que sejam importantes para a sua empresa; isso você só vai saber entendendo a sua audiência.

Então, acompanhe a gente e boa leitura!

 

1. Aproveite o e-mail marketing para se relacionar e vender

O e-mail marketing é um dos canais online de venda mais eficazes pois, além de funcionar para a última fase do funil de vendas – a decisão de compra –, ele também é uma ótima ferramenta educativa para atingir seu público, ajudando a conduzi-lo até a conversão final.

Um dos trunfos do e-mail marketing é que ele é bastante versátil, podendo ser trabalhando com diferentes formatos e linguagens conforme o estágio do funil em que o lead está, criando um caminho único para cada comprador, de acordo com seu comportamento e a velocidade com que ele toma as decisões em sua jornada de compra. Assim, o processo se torna menos invasivo e personalizado, contribuindo para o fechamento das vendas.

No entanto, não se esqueça de que, se você vai utilizar o e-mail marketing para vender, em certo ponto do funil, as mensagens devem sim abordar um tom mais comercial, principalmente na decisão de compra. Isso vai fazer com que o usuário compreenda o que você quer de fato oferecer e, depois de já ter sido educado, entenda como a sua solução vai ajudá-lo.

Leia mais: Produtos Sazonais: Confira 5 dicas para faturar o ano inteiro

 

2. Esteja presentes nas redes sociais que seu público-alvo está

Quase todas as pessoas e empresas estão nas redes sociais, e você pode trabalhá-las como um canal online de venda tanto se for uma empresa B2C quanto B2B.

É claro, que para isso, você precisará conhecer bem sua audiência e sua buyer persona para saber em quais redes ela está presente: caso contrário, você pode investir tempo e dinheiro em ações que não tem nenhum respaldo estratégico, não gerando quase nenhum resultado concreto.

Mas, uma vez que você saiba em que redes sociais precisa estar, as redes sociais passam a ser grandes aliadas das suas vendas, desde que usadas de maneira estratégica. Há, inclusive, negócios que sequer têm site, e fazem as vendas diretamente pelas redes sociais. Nós não recomendamos fazer isso em caráter definitivo, mas provisoriamente, pode ser uma boa estratégia, principalmente se você está começando agora e ainda não tem um site.

Leia mais: Quanto vale o seu produto? 5 Dicas para você precificar corretamente seus produtos

 

3. Integre sua loja física com seu e-commerce

Como é de se imaginar, um dos canais online de venda essenciais para quem quer fazer vendas pela web é a loja online. Mas, mais do que isso, o ideal é que sua loja virtual esteja integrada ao seu estabelecimento físico, pois isso evitará uma série de problemas, principalmente relacionados ao desencontro de informações e disponibilidade de produtos.

Por exemplo: já pensou se um cliente, por alguma razão, não consegue fazer uma compra na sua loja física e decide terminar o processo no seu e-commerce? Caso isso aconteça, é preciso que a sua loja online esteja atualizada em relação aos produtos que estão disponíveis. Isso evitará que o comprador passe pela frustração de ver o produto na loja mas, ao tentar comprar pela internet, não conseguir completar a operação.

Ou, em outra situação, a integração entre as lojas física e virtual possibilita que você disponibilize a alternativa de o cliente comprar online e retirar na loja, o que causa um ganho para os dois lados: você não precisará se preocupar com a entrega e o que comprador provavelmente se sentirá mais satisfeito por poder ter acesso ao produto mais rapidamente.

 

Leia mais: Marketplace de Nicho: Saiba o que é e quais os benefícios

 

4. Utilize todo o potencial dos marketplaces

Uma das melhores escolhas na hora de trabalhar com canais online de venda são os marketplaces, principalmente para quem ainda não sabe como atrair o público para seu site e não tem muitos recursos e tempos para investir nisso. Eles permitem que você venda em grandes plataformas de varejo, como Americanas, Casas Bahia, Mercado Livre, Shoptime, etc.

Um dos grandes benefícios dos marketplaces é que eles dispõem seus produtos em espaços que são vistos por uma enorme quantidade de pessoas em comparação com o que você conseguiria sem o auxílio dessas plataformas.

Em resumo, eles atuam como verdadeiras pontes entre quem vende e quem compra e, por isso, é cada vez mais comum que diferentes segmentos de negócio queiram usar essas ferramentas para ganhar mais visibilidade.

Nesse sentido, a Conecta Lá apresenta-se como uma ferramenta para auxiliar a inserção do empreendedor em alguns dos mais importantes marketplaces do mercado, como Carrefour, Extra, Ponto Frio, Submarino etc., possibilitando o aumento de vendas no varejo, tanto em lojas físicas quanto em lojas virtuais.

Leia mais: Como a Conecta Lá pode ajudar profissionais autônomos de e-commerce

 

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para você! E se você quer conhecer mais sobre a Conecta Lá e entender como podemos ajudar você a entrar nos maiores marketplaces, fale conosco agora!